A Secretaria Estadual do Meio Ambiente realiza Audiências Públicas de Apresentação do Projeto da CTR-Rosário

Nos dias 22 e 23/02/2011 a Secretaria de Estado do Meio Ambiente realizou as audiências públicas exigidas por lei para o licenciamento prévio de implantação da Central de Tratamento de Resíduos no Município de Rosário, CTR- Rosário.

A primeira aconteceu dia 22 no Ginásio o Ferreirinha em Rosário, a segunda foi dia 24 na Fabrica de Exposições em São Luis.

Nas duas audiências falou-se muito na Lei 12.305 de 02/08/2010, sancionada pelo Presidente Lula, que acaba com os lixões até 2014, prazo para que os Municípios possam se adequar aos aterros sanitários.

Com a implantação desse projeto, o Município de Rosário ganhará, como compensação, uma escola de informática, a coleta e a destinação do lixo de Rosário durante 05 anos, conforme falou o prefeito Bimba na audiência do Ginásio o Ferreirinha, como também a solução do lixão de Buenos Aires, com a Central de Resíduos sólidos - CTR-Rosário; que é um projeto de iniciativa privada de responsabilidade da URCD – ILHA GRANDE, com prazo para operar no município de Rosário durante 30 anos, com visão totalmente no lucro que vai gerar o projeto.

Como ficará a situação de Rosário se depois de 05 anos o Município não tiver condições de destinar os seus resíduos para a CTR-Rosário? Outro ponto que não ficou claro nas duas audiências foi a questão dos recebimentos dos resíduos domésticos de outros municípios pela CTR-Rosário: na audiência do Ferreirinha o Dr. Mário Edson disse que lixo doméstico, só o de Rosário, e na audiência de São Luís disse que o empreendimento está preparado para receber todo lixo doméstico da Grande Ilha e de outros Municípios. É preciso que fiquemos atentos.

Agora fica a mercê dos poderes Executivo, Legislativo, Judiciário e Ministério Publico, de nossos Municípios, sentar com a empresa e rever esses pontos. A sociedade civil organizada, o comitê de Meio Ambiente, as Igrejas e a sociedade, já fizeram a sua parte.

Temos que nos preocupar com a vida do Planeta, para que não venhamos “gemer, como em dores de parto.”

PASCOM - ROSÁRIO






Comentários

  1. 5 anos é o prazo pra renovar licença ambiental e alvará... Cabe a quem ta no governo daqui a cinco anos fazer uma nova negociação ambiental.

    O estudo contempla o maior número de cidades, mas de fato receber resíduos de outras cidade não é tão simples, até pq o prefeito atual é contra por exemplo o lixo da ilha de são luís.

    ResponderExcluir
  2. DEus abençoe esse maravilhoso trabalho!!!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

PARÓQUIA SÃO JOSÉ DO PERIA DE HUMBERTO DE CAMPOS ACOLHE SEU NOVO PÁROCO

POSSE DO NOVO PÁROCO DA PARÓQUIA IMACULADA CONCEIÇÃO DA BEM AVENTURADA VIRGEM MARIA, MUNICIPIO DE BACABEIRA