A Vigília Pascal

Na noite, em que Jesus Cristo passou da morte à vida, a Igreja convida os seus filhos a reunirem-se em vigília e oração. Na verdade, a Vigília pascal foi sempre considerada a mãe de todas a vigílias e o coração do Ano litúrgico. A sensibilidade popular poderia pensar que a grande noite fosse a noite de Natal, mas a teologia e a liturgia da Igreja adverte que é a noite da Páscoa, «na qual a Igreja espera em vigília a Ressurreição de Cristo e a celebra nos sacramentos» (Normas gerais sobre o Ano litúrgico, 20). No texto do Precónio pascal, chamado o hino “Exsultet” e que se canta nesta celebração, diz-se que esta noite é «bendita», porque é a «única a ter conhecimento do tempo e da hora em que Cristo ressuscitou do sepulcro! Esta é a noite, da qual está escrito: a noite brilha como o dia e a escuridão é clara como a luz». Por isso, desde o início a Igreja celebrou a Páscoa anual, solenidade das solenidades, com um vigília nocturna.

Continue Lendo...

Comentários

  1. Reinaldo Cantanhêde Lima30 de março de 2013 16:24

    QUANTO MAIS SE LER MAIS SE APRENDE. GOSTO DE LER SOBRE A RESURREIÇÃO DE CRISTO. gOTO DE DIZER QUE, JESUS DEU A PROVA DE FÉ. E, SE PERMITIU A MORTE PARA ENSINAR! PREDEMOS ALIÇÃO DE RESISRÊNCIA?
    ABRAÇOS.
    REINALDO LIMA

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

PARÓQUIA SÃO JOSÉ DO PERIA DE HUMBERTO DE CAMPOS ACOLHE SEU NOVO PÁROCO

POSSE DO NOVO PÁROCO DA PARÓQUIA IMACULADA CONCEIÇÃO DA BEM AVENTURADA VIRGEM MARIA, MUNICIPIO DE BACABEIRA